Partindo do pressuposto de que todos nós somos capazes de melhorar nossa habilidade de writing por meio da percepção e da prática de alguns princípios básicos relacionados a uma escrita clara, concisa e coerente, este primeiro post sobre writing trata de um dos requisitos mais essenciais para uma escrita clara: evitar o abstrato.

As frases normalmente são compostas por palavras de diversas classes gramaticais e geralmente incluem um ou mais substantivos. Há muitos tipos de substantivos (nouns) em inglês, porém o que nos interessa neste post são os concretos e os abstratos. Um substantivo concreto é algo que é perceptível, tangível – algo que se pode tocar, ver, como “wood”, “blood”, “hair”. Substantivos abstratos fazem referência a ideias, conceitos, qualidades, estados mentais: “beauty”, “fascism”, “doubt”, “truth”, “fear”. Não há problema algum em usar substantivos abstratos, desde que sejam empregados da forma correta. O problema com o uso de substantivos abstratos é que, muitas vezes, ao usá-los, acabamos por esvaziar de significado algo que estamos tentando expressar.

Analisemos, por exemplo, a palavra “aspect”. O uso dessa palavra está correto quando a empregamos para falar sobre a forma como uma paisagem, um problema ou uma situação pode ser vista: “When looked at from the aspect of Britain’s interests the proposal is unsatisfactory”. Entretanto, quando a palavra é usada com o sentido de “part” ou “consideration”, a frase acaba não tendo um sentido muito claro: “The government must consider the economic aspect”. Esse tipo de uso de substantivos abstratos acaba exigindo que o leitor interprete (e muitas vezes “superinterprete”) o que o autor quer dizer.

Uma forma de evitarmos essa falta de clareza em nossa expressão escrita é nos certificarmos de que estamos utilizando os substantivos abstratos de forma adequada. Isso pode ser feito tanto ao garantirmos que estamos empregando os substantivos abstratos de forma correta (como no primeiro exemplo com a palavra “aspect”) quanto ao tentarmos “bring them down to earth” – isto é, usar substantivos concretos ou mesmo exemplos que possibilitem que o que se entende por aquela ideia ou aquele conceito abstrato fique mais claro.

Outra forma seria evitar o uso de alguns substantivos abstratos simplesmente “rephrasing” aquilo que inicialmente pensamos ou já escrevemos. Na lista a seguir, podemos ver alguns exemplos de substantivos abstratos empregados de formas pouco claras e sugestões de como tornar essas mesmas frases e ideias mais claras:

Attitude – The countries adopted a menacing attitude. The countries started to act menacingly.
Availability – Supplies will be subject to limited availability. Supplies will be limited / scarce.
Basis –  They do it on a regular basis. They do it regularly.
Capability, capacity –  Iraq has a chemical warfare capability/capacity. Iraq has chemical weapons.
Element – There was a rebel element in the village. There were rebels in the village.
Factor –  We must not forget the unemployment factor. We must not forget unemployment.
Level –  The general level of conduct was satisfactory. Generally, conduct was satisfactory.
Manner – He spoke in a reckless manner. He spoke recklessly.
Nature –  They made arrangements of a temporary nature. They made temporary arrangements.

Cheers!

(Adaptado de “Improve your Writing Skills”, Collins, 2009)

Anúncios