Depoimentos

“Direto ao ponto: a professora Selene foi uma das pessoas mais importantes para minha aprovação à carreira diplomática. Digo isso muito tranquilamente, sem medo de exagerar o papel que desempenhou durante minha preparação. Tenho segurança em afirmar sua grande relevância não apenas pelas fantásticas correções, pelo diagnóstico sincero, pelo seu profissionalismo e pelo seu grande conhecimento da prova, mas também porque posso ratificar essa impressão de forma mais ou menos objetiva. Embora a correção da prova de 3ª fase não seja uma ciência exata, após iniciar os estudos com a professora Selene, obtive uma melhora de desempenho na 3ª fase de 20 pontos. Em 2013, obtive 39 pontos e fiquei em 80º de 100 candidatos na matéria de inglês. Em 2014, obtive 59 pontos e fiquei entre os 15 primeiros colocados. Não tenho dúvidas de que as dicas da professora Selene fizeram toda a diferença. Ao excelente trabalho da professora serei eternamente grato. Muito obrigado!”

Adriano Giacomet (aprovado no CACD 2014)

“O curso com a Professora Selene Candian foi etapa essencial da minha preparação para a prova de inglês da Terceira Fase. O método de correção de simulados aplicado pela Professora Selene alia profundidade de conteúdo a pragmatismo, o que apresenta valor imenso em uma etapa na qual o tempo é escasso e o volume de informações a serem acumuladas parece nunca se esgotar.

Algo que sempre me chamou a atenção é o fato de que os simulados apresentam grande verossimilhança em relação à prova da banca, na pertinência dos temas e na extensão dos textos, por exemplo. Portanto, era possível aproximar-me bastante da situação de prova, a cada simulado.

As correções da Professora Selene foram outro aspecto de enorme relevância para os meus estudos. As correções são extremamente organizadas: há legendas e marcações distintas para cada tipo de erro, bem como sugestões de correção e comentários detalhados, com referências bibliográficas valiosas e já disponibilizadas na própria correção. Além disso, a Selene disponibiliza listas de exercícios referentes aos aspectos gramaticais em que há maior incidência de erros, segundo a necessidade de cada aluno. Isso permite que o aluno se desfaça de seus erros mais persistentes. Por fim, as “faixas de nota” apresentadas pela Selene – com pontuações mínima, máxima e média, em cada exercício, e na prova, como um todo – oferecem uma compreensão fiel do estágio de cada aluno no processo de preparação.

Além da atenção individual oferecida a cada “feedback”, a Professora Selene é extremamente acessível: em momentos de dúvida sobre algum tema, ainda que alheio ao conteúdo original dos simulados, pude contar com seu auxílio, sempre rápido e bastante satisfatório.

Recomendo fortemente o curso de inglês da Professora Candian. Afirmo, com convicção, que ele representou uma das fases mais importantes do meu processo de preparação para o CACD. Por fim, gostaria de desejar a todos muito boa sorte e sucesso no concurso!”

Daniel Leão (aprovado no CACD 2015)

“Considero a prova de inglês, especialmente a de terceira fase, uma das mais difíceis do concurso, e a professora Selene foi muito importante para minha aprovação, no CACD/2016.

Além do conhecimento do idioma, é preciso estar atento ao padrão formal de escrita, à pontuação (que nem sempre equivale à pontuação do português), ao vocabulário específico de temas variados, como economia e política externa, além de bem utilizar as collocations. Estas têm o intuito de deixar a escrita mais fluida e natural, parecida, na medida do possível, com a escrita de um nativo, desafio constante para quem, como eu (e a maioria dos candidatos), tem o inglês não como primeira, mas como segunda língua.

Para adquirir essas capacidades, necessitam-se, na minha opinião, dois elementos: leitura e prática. As leituras podem ser feitas por meio de livros, revistas e jornais, como Foreign Affairs, The Economist, entre outros. A prática da escrita, acredito eu, deve ser permanente e auxiliada por um professor que entenda bem da prova do Itamaraty. E foi principalmente nesse ponto que a Selene me ajudou muito.

Pratiquei diversos simulados com a professora, que foram por ela corrigidos com os mesmos parâmetros e rigor da banca examinadora. Com o tempo, minha escrita passou a ser mais fluente. Conseguia fazer os simulados em menor tempo e com mais segurança. Consertei alguns erros gramaticais que eram recorrentes nos meus textos, especialmente em relação aos tempos verbais do inglês. E aprendi a usar algumas inversões, quando era conveniente ou adequado na redação. Tudo isso com o auxílio dos simulados e correções minuciosas da Selene.

Eu recomento o trabalho da professora tanto para os alunos que estão começando os estudos quanto para aqueles que já possuem maior familiaridade com a prova, mas que também devem praticar a escrita em língua inglesa para conseguir uma boa nota no CACD.

Por fim, a Selene também ajuda muito com os recursos de primeira e de terceira fases. Eu, por exemplo, aumentei minha média de inglês, na terceira fase, em dois pontos, graças ao apoio da professora.

Deixo aqui meu muito obrigada a ela!”

Nara Cardoso Barato (aprovada no CACD 2016)

“É impossível exagerar a importância da professora Selene na minha preparação para o CACD. Com seu auxílio, aumentei minha nota em 117% entre as terceiras fases de 2015 e 2016, alcançando a 16ª maior nota na disciplina no CACD 2016.

Por muito tempo, durante os meus estudos, negligenciei a importância do Inglês no concurso, acreditando – como muitos o fazem – que já possuía domínio suficiente da língua e que bastavam pequenos ajustes. Comecei a estudar inglês somente no começo de 2015, época em que já contava com dois anos de preparação para o CACD – o que hoje considero um erro crasso na minha preparação.

Em 2015 cheguei pela primeira vez à terceira fase e, para minha surpresa, dei-me conta da magnitude da minha deficiência na matéria: fiz 38 pontos, ficando com a 148ª nota na disciplina. Inglês revelou-se a matéria na qual eu era menos competitivo e urgia correr atrás desse déficit.

Iniciei o curso com a Selene ainda em 2015, assim que descobri que havia sido aprovado no TPS. No entanto, o curto tempo de preparo, conjugado a um estudo muito pouco metódico, não foram suficientes para garantir um bom desempenho nesse ano. Desnecessário dizer que um bom professor não basta, mas é preciso também muita dedicação e organização pessoal.

No início de 2016, retomei os estudos, priorizando inglês sobre todas as matérias: estudava 2,5h de inglês todos os dias, exceto domingo (dia em que não estudava nada). Usava esse tempo, basicamente, para fazer os simulados preparados pela Selene, pra fichar as correções da professora e para estudar os pontos gramaticais que eu ia descobrindo como pontos frágeis por meio dos simulados. Em geral, nos estudos de gramática, seguia os livros e exercícios propostos pela professora. Além disso, buscava, sempre que possível, substituir leituras em português de outras matérias por leituras em inglês, sempre buscando o significado dos vocábulos que não conhecia.

Ainda sobre o fichamento das correções: observei que muitas pessoas apenas liam uma vez as correções e, depois, dificilmente voltavam a elas. Acredito, no entanto, que seja fundamental estabelecer alguns métodos para não incorrer nos mesmo erros outra vez. Os exercícios de gramática são muito úteis nesse quesito, mas, para mim, pelo menos, não eram suficientes. Para sanar esse problema, passei a compilar, em arquivos diferentes (collocation, misspelling, grammar, mistranslation, etc.), meus erros e despendia algum tempo todos os dias para ler esses arquivos, de forma a memorizar os erros em que já havia incorrido e evitar cometê-los mais uma vez. Além disso, criei também um arquivo separado indicando em tópicos apenas os erros mais recorrentes: sempre que acabava um simulado, usava esse arquivo para lembrar de checar cada um daqueles pontos na hora da revisão.

Como resultado de todo esse esforço, logrei alcançar uma excelente nota no concurso do ano passado (82,5), sexta maior entre os aprovados; e a professora Selene teve importância fundamental nesse resultado. Suas correções detalhadas, com rigor, assim como sua disponibilidade e cuidado em responder minhas dúvidas, proporcionaram grande incremento no meu domínio da norma culta da língua inglesa e me auxiliaram a tornar-me um estudante autônomo, qualidades que não somente me auxiliaram a passar no concurso, mas que – tenho certeza – me serão extremamente úteis durante toda a carreira.”

Felipe Mello (aprovado no CACD 2016)

“Considero o CACD Inglês uma ótima opção para quem se prepara para o concurso. Os simulados feitos pela professora Selene, tanto para o TPS quanto para a terceira fase, espelham bem a realidade das provas. As correções são minuciosas e embasadas em bibliografias como dicionários e manuais de estilo. O fato de ser online permite uma grande economia de tempo aos que moram em São Paulo e o acesso a um material de grande qualidade para as pessoas de outros lugares.”

Pedro Dubra (aprovado no CACD 2014)

“Acredito que o curso de inglês da professora Selene foi essencial na minha aprovação. Graças aos simulados de 1a e 3a fase, tive condições de realizar as diferentes tarefas de inglês do CACD, com um desempenho que superou minhas expectativas.

Por exemplo, após um ano de aulas, obtive 34,50 de 50 na composition do CACD 2013, com uma nota de 16/20 no quesito accuracy/gramática.

Nas provas de inglês da primeira fase, notei um expressivo aumento da minha pontuação ao longo do tempo, obtendo 11/13 pontos na prova de língua inglesa do CACD 2014.

Como se sabe, ir bem nas três provas de línguas estrangeiras acaba definindo quem estará entre os convocados, pois as médias dessas provas ficam na casa dos 40 pontos. Dessa forma, ter uma boa preparação de inglês dá mais competitividade ao candidato e lhe deixa mais próximo da tão cobiçada vaga no Instituto Rio Branco.

Acredito que a professora Selene pode ajudar nessa busca por um desempenho mais competitivo. Seu método de aula focado 100% nas necessidades dos alunos garante uma preparação objetiva e com foco na prática, via realização de simulados.

Por fim, a prof. Selene é de uma simpatia e generosidade sem medida. Em todos os nossos contatos, fossem em aulas, simulados ou confecções de recursos, ela sempre fez de tudo para garantir minha aprovação, ao que sou muito grato. Recomendo fortemente as aulas da Selene para todos os futuros diplomatas.”

Ramiro Januário dos Santos Neto (aprovado no CACD 2015)

“O curso com a Professora Selene foi fundamental durante a minha preparação para a prova de Inglês da Terceira Fase. O método aplicado pela Professora acabou me ensinando a estudar a língua – ou seja, eu aprendi a aprender.

Além de os simulados serem muito semelhantes às provas, as correções sempre foram super detalhadas, com indicações de fontes interessantes para conferência e pesquisa, o que facilitava muito o estudo. Outro aspecto interessante do curso é o fato de a Professora identificar os erros recorrentes dos alunos, de maneira individualizada, e apontar exercícios específicos, geralmente de gramática, para saná-los. Fui aprendendo, desse modo, a fazer certo controle de danos em relação ao meu próprio texto. Com o tempo, esses erros já não mais apareciam.

Durante todo o curso, a Professora foi sempre solícita e esteve disposta a tirar dúvidas sobre a matéria, mesmo que não fossem diretamente ligadas aos exercícios realizados.

Sou muito grata à Professora Selene por todo o apoio que recebi ao longo do meu período de preparação com ela. Em 2014, tive uma nota consideravelmente baixa na matéria. Em 2015, tendo me preparado por poucas semanas com a Selene, já consegui me sair relativamente bem. Em 2016, ano da tão esperada aprovação, Inglês foi uma das matérias em que tive melhor desempenho. Não tenho dúvidas de que o curso contribuiu de maneira decisiva para esse resultado.”

Sarah Venites (aprovada no CACD 2016)

“A preparação com a professora Selene foi, certamente, um dos fatores que mais contribuiu para minha aprovação no concurso para Oficial de Chancelaria.

A prova discursiva de inglês era uma incógnita para todos, pois a banca não tinha muita experiência com esse tipo de provas, e o edital não era muito esclarecedor. Assim, tivemos de adaptar o curso ao que supúnhamos que seria cobrado, e os resultados foram muito satisfatórios.

Durante os meses que antecederam o concurso, pude desenvolver muito meu texto, e devo isso às correções criteriosas e minuciosas, bem como às observações que a professora Selene fazia acerca das tarefas. Graças a esse trabalho, fui capaz de identificar meus pontos fracos, e pude me concentrar em superá-los. Ademais, a professora Selene demonstrou disponibilidade para ajudar-me com os recursos, tanto da prova objetiva quanto da discursiva.

Como resultado, obtive 59 pontos de 60 possíveis na prova discursiva de inglês, e recomendo o curso a todos os candidatos que almejam integrar os quadros do Itamaraty.”

Victor Tretter Pereira (aprovado no concurso para Oficial de Chancelaria 2015) 

 

Leia também o relato de Riane Tarnovski, aprovada no CACD 2015.

 

Anúncios