Como você verteria para a língua inglesa as seguintes frases?

a. “Esperarei por você até as 10h.”

b. “Você precisa entregar isso até as 19h.”

Se você traduziu o primeiro “até” como until e o segundo como by, parabéns, suas respostas estão corretas!

Tanto by quanto until têm o sentido de “até” – entre outros sentidos – na língua portuguesa, porém seus usos são bastante diferentes.

until

Until é usado com o sentido de “até”, querendo dizer any time before, but no later than, quando usamos verbos que expressam uma ação contínua. Por exemplo:

I will be on holiday until Monday. (Isso quer dizer que vou estar em férias continuamente até segunda-feira)

Yesterday I slept until 11 a.m. (Isso quer dizer que eu dormi continuamente até as 11h da manhã)

I spoke French until I was 10 years old. (Isso quer dizer que eu falava francês continuamente até os 10 anos de idade)

by

By é usado com o sentido de “até”, querendo dizer any time before, but no later than, quando usamos verbos que expressam uma ação pontual. Por exemplo:

I’ll get your books by Thursday. (Isso quer dizer que eu buscarei seus livros – uma só vez – até quinta-feira)

The bill has to be paid by tomorrow. (Isso quer dizer que a conta precisa ser paga – uma só vez – até amanhã)

I have to finish this report by the 20th. (Isso quer dizer que eu preciso terminar este relatório – uma só vez – até o dia 20)

Quer testar seus conhecimentos?

Seguem abaixo alguns links para testes com respostas!

Confusing words

Grammar Bank

Using English

Cheers!

Fontes:

Confusing words

Pearson Education

Anúncios

Um artigo sobre prisões nos Estados Unidos na mais recente edição da revista The Economist afirma que

Eric Holder’s ideas for locking up fewer Americans are welcome, but do not go far enough”.

Sabemos que a tradução de fewer nessa frase é “menos”, então será que essa palavra não poderia ser substituída por less?

Se pensarmos em termos prescritivos / normativos, a resposta é não. Segundo essa perspectiva, essa substituição é um erro – aliás, um erro bastante comum:

lessbags

10 items or less

 

fewerorless

A questão é que fewer deve ser usado para quantificar pessoas ou coisas no plural. Veja alguns exemplos do Oxford Dictionaries

People these days are buying fewer newspapers.
Fewer students are opting to study science-related subjects.
Fewer than thirty children each year develop the disease.

Less, por sua vez, é usado com substantivos sem flexão de número (uncountable nouns):

It’s a better job but they pay you less money.
People want to spend less time in traffic jams.
Ironically, when I’m on tour, I listen to less music.

É importante notar, entretanto, que less também é usado com números, quando não acompanhados de substantivos, e com medidas de tempo e espaço:

His weight fell from 18 stone to less than 12.
Their marriage lasted less than two years.
Heath Square is less than four miles away from Dublin city centre.

Assim, o correto seria:

fewer less

 

Vale ressaltar, contudo, que  uma visão menos prescritiva e mais descritiva da gramática tende a aceitar usos como “ten items or less“. É o que vemos, por exemplo, neste vídeo da série Ask the Editor, do Merriam-Webster:

Cheers!

Um leitor me pergunta se o uso do they na frase que segue está correto:

Everyone does what they must do.”

They está, nessa frase, fazendo referência a everyone. Entretanto, como sabemos, em termos de concordância verbal, everyone é geralmente tratado como terceira pessoa do singular, motivo pelo qual escrevemos, como vemos nessa mesma frase, everyone does e não everyone do. O pronome correto não deveria ser, então, he ou she – ou mesmo it?

O manual New Hart’s Rules, adaptado do The Oxford Guide to Style, afirma que o uso do he para fazer referência a pessoas cujo gênero não está especificado é geralmente considerado ultrapassado e sexista, como no exemplo “every child needs to know that he is loved”. O uso do he or she é preferível e é considerado a melhor solução para contextos formais. Entretanto, como o uso do he or she pode ser cansativo por ser palavroso, o uso do they (como em “everyone needs to feel that they matter”) nesses casos está se tornando cada vez mais aceitável tanto na fala quanto na escrita, especialmente quando faz referência a pronomes indefinidos, como everyone ou someone.

O Oxford Dictionaries diz que o uso do they como uma alternativa ao he nesses casos é corrente desde o século XVIII – e que é esse o uso que o dicionário adota, apesar de he or she também ser considerado uma alternativa válida.

Por sua vez, o The Economist Style Guide (também disponível, porém não integralmente, online) afirma que o plural pode ser utilizado. Por exemplo, “instruct the reader without lecturing him” poderia ser escrito assim: “instruct readers without lecturing them”. É claro que há casos em que utilizar o plural pode não ser tão simples (como em “find a good teacher and take his advice”), casos nos quais os autores do manual não veem problemas em utilizar o masculino – aliás, eles inclusive mencionam que em alguns contextos she pode ser um substituto para he.

Dessa forma, sim, o uso do they está correto nesse caso, assim como estaria o uso do he or she. Sobretudo, é importante evitar estruturas que misturem as referências pronominais, pois isso pode resultar confuso (como em “when someone proofreads their own writing, he or she is able to identify their own mistakes”).

Cheers!

Recebi um e-mail de um aluno perguntando por que o verbo está no plural na seguinte frase:

“As is the case currently, a large portion of these are in Africa”

Essa é uma pergunta a respeito de subject-verb agreement. O Oxford Guide to English Grammar define subject-verb agreement como “choosing the correct singular or plural verb after the subject“.

Geralmente, a regra é: sujeito no singular, verbo no singular; sujeito no plural, verbo no plural. Entretanto, há vários casos específicos, como o caso da questão feita.

Quando o sujeito é composto por palavras que indicam porções (percent, fraction, part, majority etc.), é o substantivo – ou o pronome – da of phrase que segue que determina se o verbo deve estar no plural ou no singular. Se o substantivo estiver no singular, o verbo ficará no singular; se o substantivo estiver no plural, o verbo ficará no plural. Veja alguns exemplos, retirados do Grammarbook.com:

Fifty percent of the pie has disappeared.

Fifty percent of the pies have disappeared.

One-third of the city is unemployed.

One-third of the people are unemployed.

Isso já explica por que o verbo em “a large portion of these are in Africa” está no plural: ele está concordando com these, que também está no plural.

Entretanto, é importante notar algumas particularidades com relação a essa regra específica, principalmente no que diz respeito a quantifiersNesse sentido, o Oxford Guide to English Grammar traz algumas regras, as quais eu organizo na tabela que segue:

Expression

Agreement

Examples

One of

Singular

One of these letters is for you.

A number of

The majority of

A lot of

Plural

A large number of letters were received.

The majority of people have complained.

A lot of people have complained.

The number of

Singular

The number of letters we receive is increasing.

Amount of

Singular

A large amount of money was collected.

Amounts of

Plural

Large amounts of money were collected.

(Fractions)

According to the Noun

Three quarters of a potato is water.

Almost half the plants were killed.

Every and each and compounds with

every, some, any and no

 

Singular

Every pupil has to take a test.

Each day was the same as the one before.

Everyone has to take a test.

Someone was waiting at the door.

Nothing ever happens in this place.

Each followed by a plural subject

Plural

The pupils each have to take a test.

All and some with a plural noun

Plural

All the pupils have to take a test.

Some people were waiting at the door.

None of/neither of/either of/any of+ plural noun phrase

Singular or Plural

(Singular is more formal)

None (of the pupils) has/have failed the test.

I don’t know if either (of these batteries) is/are any good.

No

Singular or Plural

No pupil has failed/No pupils have failed the test.

Cheers!

Sources:

Grammarbook.com

Eastwood, John. Oxford Guide To English Grammar. Oxford: Oxford University Press, 2002.

A palavra whether, assim como a palavra yet – já analisada em outro post –, parece causar algumas dúvidas entre estudantes da língua inglesa no que diz respeito às possibilidades de seu uso. O objetivo deste post é brevemente fazer referência aos usos dessa palavra, ilustrando esses usos por meio de exemplos.

O whether pode funcionar ou como um pronome ou como uma conjunção. Como um pronome, é importante notar que essa palavra substitui um nome, ou seja, um substantivo, porém apenas quando há referência anterior a dois substantivos. Esse parece ser um uso mais arcaico da palavra, porém vale ser mencionado. Conforme o exemplo dado pelo dicionário Merriam Webster:

“… we did not indeed know where it was, and so we might get a great deal, or a little, we did not know whether” ~Daniel Defoe 

Nesse sentido, o significado de whether seria algo como “qual dos dois mencionados”.

 
Mais comumente, aparentemente, whether é usado como um conjunção. Nesse caso, a palavra pode indicar:

1. Condições ou possibilidades alternativas (usada com a palavra or):
She was uncertain whether to go or stay.

There was a debate over whether or not to send troops.

2. Uma pergunta indireta, envolvendo uma alternativa declarada ou implícita:
She wondered whether she should stay.

They asked us whether we were married.

 
O dicionário Macmillan faz algumas interessantes observações com relação ao uso do whether em comparação ao if:

A. Tanto whether quanto if podem ser usados para introduzir perguntas indiretas com respostas “yes/no”:
She asked if/whether I liked jazz.

B. Usa-se o whether, e não o if, antes de um infinitvo:
She can’t decide whether to marry him.

C. Usa-se o whether, e não o if, depois de uma preposição:
There are doubts about whether the system is safe.

D. Usa-se o whether, e não o if, quando imediatamente antes do or not:
The question is whether or not the government has the right to interfere.

E. O whether é geralmente preferível ao if quando o or aparece na frase, mas o if também é possível nesses casos:
It is not clear whether/if the information was stolen or deliberately leaked to the press.

Ainda no que diz respeito às diferenças entre whether e if, o dicionário Oxford Advanced Learner’s esclarece que apesar de essas palavras serem intercambiáveis nessas perguntas indiretas que esperam respostas “yes/no”(caso A) , o whether parece mais natural com verbos como discuss, consider e decide. Além disso, apesar de tanto whether e if poderem ser usados quando o or também é empregado (caso E), o whether é considerado mais formal e portanto mais adequado para a variante escrita da língua inglesa.

Há ainda uma expressão com a palavra whether, conforme citada pelo dicionário Merriam Webster:
whether or no ou whether or not
: in any case (de qualquer forma) <they’ve only been married a very few weeks, whether or no — Thomas Hardy>

Por fim, vale lembrar que apesar de serem homófonas, ou seja, de terem o mesmo som, as palavras whether weather têm significados bastante diferentes (weather significa “clima, tempo”), portanto, cuidado com possíveis erros de ortografia nesse sentido.

Cheers!

Analisando alguns artigos recentemente publicados pelo The Guardian online, podemos notar em três artigos diferentes três ocorrências da palavra yet.

Em um dos artigos, que fala sobre o novo álbum de um rapper muçulmano, Brother Ali, o autor do artigo afirma:

Ali’s flow, meanwhile, is reminiscent of early Kanye or, better yet, Pharoahe Monch.

No segundo artigo, que discute a campanha presidencial americana, o autor diz:

But there has yet to be a credible denial.

Já no terceiro artigo, que trata de soldados americanos que podem vir a ser condenados à pena de morte, o autor se expressa da seguinte forma:

Of all the accused, he held the lowest military rank, having joined the army less than two years ago and having never been in combat.Yet he is alleged to have persuaded superior soldiers to join him in the militia, and then ordered them to carry out the murders of Roark and York.

O que podemos notar a partir da análise desses três exemplos é que a palavra yet pode ser usada com sentidos bastante diferentes. Para candidatos que se preparam para o CACD, é importante conhecer esses usos tanto para possíveis perguntas no TPS quanto para a tradução ou produção de textos na terceira fase.

Vale notar, inicialmente, que a palavra yet pode funcionar como um advérbio ou como uma conjunção. Como um advérbio, ela parece ter seis sentidos mais correntes:

1. Como algo que adiciona uma ideia (semelhante ao in addition):
The author provides yet another reason for that.

2. Para dar ênfase (semelhante ao even):
This matter is yet more urgent than the other.

3. Para dar uma ideia de continuidade (semelhante ao still):
He is yet a rookie.

4. Para fazer referência a um tempo futuro (semelhante ao eventually):
They may yet achieve it.

5. Para fazer referência ao tempo presente, a algo que não acontece ou não é verdade no presente, mas que provavelmente acontecerá ou será verdade no futuro, relacionado assim a uma ideia de expectativa (como um so soon as now):
He’s not here yet.
Have you finished yet?

(nesse caso, sempre na negativa ou na interrogativa)

6. Para implicitamente negar o infinitivo que o segue:

They have yet to prove that (=They haven’t proved that)

A palavra yet também funciona como uma coordinating conjunction introduzindo uma ideia que de alguma forma tem um contraste com a anterior, querendo dizer algo como um nevertheless (7).

John plays basketball well, yet his favorite sport is badminton.
The visitors complained loudly about the heat, yet they continued to play golf every day.

Nesse caso do yet como conjunção, é possível que o sujeito da segunda oração, sendo o mesmo que o da primeira, seja omitido. Nesses casos, a vírgula que precede a conjunção pode não ser usada.

The visitors complained loudly yet continued to play golf every day.

Também nesse caso do yet como conjunção, a palavra pode ser combinada com outras conjunções, como and ou but.

The visitors complained loudly about the heat, but/and yet they continued to play golf every day.

Além desses sete usos já mencionados, há ainda algumas expressões com a palavra yet:

8. as (of) yet = até este momento
There are as yet few clues.

9. yet again = mais uma vez
He arrived late that night yet again.

Este post não tem o intuito de esgotar os usos da palavra yet, mas sim de destacar o que parecem ser seus principais sentidos. Para que você possa testar seus conhecimentos sobre esses principais sentidos do yet, proponho o seguinte exercício:

Nas frases abaixo, classifique qual dos usos (conforme numerados de 1 a 9 ao longo do post) do yet está sendo empregado (note que há apenas sete frases):

Lawrence’s body was never found, and he may yet be alive. 

The film, starring Robert Carlyle, has yet to open in the Far East. 

Police stated that there have been no arrests made as yet. 

This just proves yet again that you have to be careful who you do business with.  

The house is more expensive yet than any of the others we’ve looked at. 

Are you a member of the club yet? 

They had plenty of time, yet she felt there was almost none. 

Consulte o gabarito aqui.

Cheers!

Sources:

Cambridge Dictionaries Online

– Macmillan Dictionary

Merriam-Webster

The Capital Community College Foundation

A questão 30.D do TPS 2011 afirmava que “The use of the form ‘to be awarded (lines 13-14) directs the focus of the sentence to those who award the prize.” Ela fazia referência ao seguinte trecho do primeiro texto da prova de inglês: “’I should like to dispose of my fortune to found a prize to be awarded every five years’ to the person who had contributed most effectively to the peace of Europe.” A questão testava o conhecimento dos candidatos sobre o uso da “Passive Voice”.

Em termos de estrutura, a voz passiva em inglês é sempre formada por uma forma do verbo “be” seguida pelo particípio passado do verbo principal.

The Treaty of Versailles was signed in 1919.

Como o particípio passado dos verbos é sempre o mesmo, o que indica o tempo verbal da frase é o verbo “be”. Na frase acima, por exemplo, identificamos o tempo verbal como passado por causa do “was”.

Compare a voz ativa e a voz passiva:

The EU member states signed the Lisbon Treaty in 2007. (active voice)

The Lisbon Treaty was signed in 2007 (by the EU member states). (passive voice)

Quando o sujeito da frase é também o agente, temos a voz ativa. Quando, entretanto, o sujeito da frase não é o agente, mas sim aquele que recebe ou sofre a ação, temos a voz passiva. A voz passiva, assim, é usada quando o foco da frase não é o agente, ou seja, quem faz a ação – muitas vezes, inclusive o agente é desconhecido. Portanto, em “a prize to be awarded” o foco não está em quem vai premiar (=award), mas no prêmio (=prize) em si, o que faz da alternativa incorreta.

Cheers!