TPS 2016 | Text III

Icones-sem-marca_Com-papel-Sombra_TPS

Questão 38. Decide whether the following statements, concerning the grammatical and semantic aspects of text III, are right (C) or wring (E).

1. Both the author of the book itself and the reviewer agree that African countries should not have had their independence determined by outside forces.

ERRADO. O autor do texto relata o argumento do autor do livro, mas não se posiciona favoravelmente quanto a isso: “here, the argument becomes outright theological: The sovereignty accorded by outside actors represents the ‘original sin’ of African statehood”.

2. Most publications tend to propose explanations for the situation of African and Asian countries in a generalised form.

ERRADO. O autor do texto afirma que “current writing about Africa is characterised, firstly, by a remarkable tendency to generalise about the entire continent, which no author specialising in Asia, for example, would dare contemplate“.

3. If “yardstick” (l.2) is replaced by criterion in the text, it would be necessary to change the preposition following it–“of”–in order to maintain grammatical accuracy.

ERRADO. Yardstick, nesse contexto, quer dizer “a standard for judging how good or successful something is”. Nesse sentido, é sinônimo de criterion. Entretanto, a preposição não precisaria ser alterada se houvesse substituição. Criterion tem collocation com a preposição for quando aquilo que complementa essa preposição diz respeito à finalidade do critério (ou seja, o que o critério pretende avaliar, e não a qual é o critério em si). Por exemplo:

What criteria are used for assessing a student’s ability?

a universal set of criteria for diagnosing patients

the criteria for measuring how good schools are 

No texto, “a single historical factor” não é o que o critério pretende avaliar, mas sim o próprio critério: segundo o autor do texto, Englebert argumenta que haveria um fator histórico único (a descolonização) capaz de explicar a situação dos países africanos em geral. Esse é o critério de Englebert, e a prepositional phrase “of a single historical factor” é utilizada justamente para introduzir qual é o critério.

4. The author of the review blames the problems of Englebert’s book mostly on his search for a single answer for the issues concerning African countries.

ERRADO. O autor afirma que “Englebert’s book suffers from four tendencies, the first two of which involve a dominant mode in current writing about Africa, and the third and fourth of which reflect the constraints of academic publishing, particularly in the United States of America”. Dessas quatro tendências mencionadas, apenas a segunda corresponde ao que está escrito no item: “this tendency is associated, secondly, with an intensive search for a single factor that would explain the plight of Africa […].”. O fato de que os comentários do autor sobre as outras duas tendências não constam do trecho apresentado para a interpretação não impede a identificação de que, para o autor, o livro de Englebert é marcado por quatro tendências, mas apenas uma delas – a qual em nenhum momento é comparada às outras – corresponde à tentativa de encontrar uma explicação única para explicar os problemas dos países africanos.

Questão 39. The statements below are about the ideas of text III and the vocabulary used in it. Decide whether those statements are right (C) or wrong (E).

1. The author of the review understands the problems of the African continent as a more complex issue.

CERTO. O autor afirma que “he [Englebert] is not concerned with the identification of contingent factors which, through their myriad combinations and mutual (correlated) causal processes, have led to the emergence of the current complex situation on the African continent”.

2. The word “myriad” (l. 21) is synonymous with intricate.

ERRADO. Myriad e intricate não têm o mesmo sentido.

3; Englebert’s experience in the eastern Congo is paradigmatic for the elaboration of his thesis.

CERTO. O autor afirma que “current writing about Africa is characterised, firstly, by a remarkable tendency to generalise about the entire continent […]. This usually involves the extrapolation of a single empirical situation to the entire continent. In Englebert’s case, this clearly relates to his experience in the eastern Congo, which is made to serve as an example for all of sub-Saharan Africa”. Paradigm tem o sentido de “a typical example of pattern of something”. Veja também o sentido e os sinônimos de paradigmatic.

4. The noun “constraints” (l.6) could be correctly replaced by limitations.

Novamente, a dificuldade aqui é determinar o que o examinador pretende avaliar ao perguntar se uma palavra pode substituir a outra (veja a discussão nos comentários sobre a Questão 42). No contexto, constraint quer dizer “something that limits one’s freedom of action or choice”. Nesse sentido, contraint pode ser considerado sinônimo de limitation (mas não encontrei a sinonímia no Random House Roget’s Thesaurus).

Entretanto, para substituir uma palavra por outra, é preciso também levar em conta se o texto ficaria idiomático e se seu sentido seria mantido. Uma simples busca no Google das expressões “constraints of academic publishing” e “limitations of academic publishing” mostra que a primeira expressão é infinitamente mais comum que a segunda. Além disso, me parece que pode haver, sim, alguma diferença de sentido entre as duas expressões. Compare estes dois exemplos:

a. “the perennial constraints of academic publishing, namely space, deadlines and teaching commitments

b. “The book represents a small contribution to knowledge, and as such is nothing to be sneezed at. But it also embodies the limitations of academic publishing and even of academia itself. The high cost, the lack of promotion and the incredibly long production process, all distance the book from anyone but a small number of experts

É claro que esses são apenas dois exemplos, e pode ser que essas expressões sejam usadas com o mesmo sentido, ou ainda com outros sentidos (veja aqui o texto completo de T. Bierschenk), mas só a dificuldade que a formulação do item causa para determinar o que, afinal, está sendo testado (apenas a sinonímia ou também naturalidade e possíveis diferenças de sentido) já me parece motivo suficiente para deixar a questão em branco – e mesmo para solicitar a anulação da questão.

Cheers!

  1. Pingback: TPS 2016 | Text I

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s