Grammar | he, she, they

Um leitor me pergunta se o uso do they na frase que segue está correto:

Everyone does what they must do.”

They está, nessa frase, fazendo referência a everyone. Entretanto, como sabemos, em termos de concordância verbal, everyone é geralmente tratado como terceira pessoa do singular, motivo pelo qual escrevemos, como vemos nessa mesma frase, everyone does e não everyone do. O pronome correto não deveria ser, então, he ou she – ou mesmo it?

O manual New Hart’s Rules, adaptado do The Oxford Guide to Style, afirma que o uso do he para fazer referência a pessoas cujo gênero não está especificado é geralmente considerado ultrapassado e sexista, como no exemplo “every child needs to know that he is loved”. O uso do he or she é preferível e é considerado a melhor solução para contextos formais. Entretanto, como o uso do he or she pode ser cansativo por ser palavroso, o uso do they (como em “everyone needs to feel that they matter”) nesses casos está se tornando cada vez mais aceitável tanto na fala quanto na escrita, especialmente quando faz referência a pronomes indefinidos, como everyone ou someone.

O Oxford Dictionaries diz que o uso do they como uma alternativa ao he nesses casos é corrente desde o século XVIII – e que é esse o uso que o dicionário adota, apesar de he or she também ser considerado uma alternativa válida.

Por sua vez, o The Economist Style Guide (também disponível, porém não integralmente, online) afirma que o plural pode ser utilizado. Por exemplo, “instruct the reader without lecturing him” poderia ser escrito assim: “instruct readers without lecturing them”. É claro que há casos em que utilizar o plural pode não ser tão simples (como em “find a good teacher and take his advice”), casos nos quais os autores do manual não veem problemas em utilizar o masculino – aliás, eles inclusive mencionam que em alguns contextos she pode ser um substituto para he.

Dessa forma, sim, o uso do they está correto nesse caso, assim como estaria o uso do he or she. Sobretudo, é importante evitar estruturas que misturem as referências pronominais, pois isso pode resultar confuso (como em “when someone proofreads their own writing, he or she is able to identify their own mistakes”).

Cheers!

Posted In:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s